A Visão

eye!, originally uploaded by chicow.

Texto por Rafael Gaspar:

“As cores representam um universo de substantivos concretos e abstratos. Ainda assim, aproximamos adjetivos a esses substantivos, de sorte que podemos imaginar inúmeros significados para as cores, pelo que achamos que vemos e pelo que realmente percebemos em nossas estruturas cognitivas. Mas, a cor em sua essência nada significa além do fenômeno da sua percepção.

As informações cromáticas são interpretações humanas geradas pela luz através do contato com a natureza, com os fatos e as experiências vividas desde que assumiu comportamento reflexivo.

O fenômeno perceptivo da cor luz ou cor pigmento é composto por três comprimentos de onda marcantes, de acordo com os três tipos diferentes de células cone que possuímos, cada uma delas especializada na absorção do respectivo comprimento de onda específico: Vermelho, verde e azul. Além das células bastonete, que captam até um único fóton de luz.

O mecanismo da visão consiste na transdução da radiação eletromagnética que chega aos olhos (a luz) para impulsos elétricos, e não pela transformação. Isso quer dizer que nessas células, uma substância denominada rodopsina absorve a luz e armazena sua energia na forma de energia química, que é re-processada por células que possuem características neuroniais, isto é, interligam-se por sinapses.

Cones e bastonetes se encontram ligados de forma complexa, e a leitura visual e processada em conjunto pela retina.

Portanto, o impulso nervoso só é desencadeado quando concentra energia suciciente para gerá-lo, ou quando é definida a prioridade entre os estímulos, caso isso seja realmente possível.

O resultado do re-processamento que ocorre no agrupamento das informações é o impulso nervoso, que não pode ser comparada com a energia química acumulada, visto que os fótons e as cores que não obedecem aos padrões preestabelecidos na estrutura neuronial da própria retina, são ocultados pelo processo de transdução por serem insuficientes para vencerem os estímulos mais evidentes ou menos etéreos.

Definidamente ver é criar.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s